quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Base aérea de Kuwayres libertada por forças sírias    



 Resultado de imagem para The Saker
The SakerThe Vineyard of the Saker (ver ATUALIZAÇÃO, adiante)       
Tradução Pelo Coletivo Vila Vudu     

Entreouvido na Vila Vudu:

Vergonha alheia: Jornalistas e professores supostos 'especialistas' [só rindo], que enchem a boca para 'ensinar' que
(i) terroristas teriam "estado" e que seria "islâmico" (Estado Islâmico, EI); e que
(ii) o governo secular e eleito na Síria não passaria de reles "regime" [pano rápido].
____________________________________________

      
Finalmente!

Hoje, as forças sírias libertaram a base aérea de Kuwayres. É a primeira vitória de nível operacional, para as forças armadas sírias.
 RT noticia:

"Unidades de elite do exército sírio romperam o sítio dos terroristas que ocupavam a base aérea Kweires, depois de semanas de combates intensos contra o Estado Islâmico e outras forças terroristas. A base, que abre caminho para ataques contra Raqqa e Aleppo, estava cercada pelos terroristas há quase dois anos.

"Os heróis de Kweires estamos festejando essa vitória com nossos irmãos" – disse um soldado à televisão estatal síria.

"Dedicamos essa vitória ao presidente Bashar Assad e prometemos a ele que continuaremos a luta até que toda a Síria seja libertada. Nunca nos ajoelharemos diante do Daesh."

As "
Forças Chita", nome de uma das "Forças Tigre" das unidades de assalto do Exército Árabe Sírio ontem, afinal, completaram um avanço que começou dia 16 de outubro e libertaram várias centenas de soldados sírios.

Tropas do governo sírio montaram uma contraofensiva no norte do país, e agora avançam na direção da fortaleza que os terroristas estabeleceram em Aleppo, onde a batalha se trava rua a rua; e na direção de Raqqa, onde os terroristas implantaram sua capital de facto em território sírio.

A base Kweires ganhou alto valor simbólico para o povo sírio, depois das incursões devastadoras do Daesh em agosto. Desde então, famílias dos soldados mantidos reféns dentro da base realizavam atos públicos de protesto, exigindo que os terroristas fossem expulsos de lá.

"Nossas forças continuam nossa ofensiva, que está gerando divisões e conflitos entre as facções terroristas" – disse à mídia, na 3a-feira, o general Ali Mayhoob.

O apoio da Força Aérea Russa teve papel chave na operação.

A Rússia já voou 1.600 missões desde que estabeleceu uma base aérea no norte da Síria, em setembro, atendendo a pedido direto do presidente Bashar Assad, que luta contra terroristas desde 2011" [sobre isso, ver "Estamos cercados por países que estimulam o terrorismo”, entrevista do pres. Al-Assad, 7/4/2013, trad. em redecastorphoto (NTs)].


Boas notícias, já tão esperadas há tanto tempo!


[assina] The Saker

ATUALIZAÇÃO:

12/11/2015, Al-Masdar News: A 4ª Divisão Mecanizada do Exército Arabe Sírio – em ação coordenada com o Hezbollah, e as Forças de Defesa Nacional da cidade de Aleppo, Kataebat Al-Ba’ath (Batalhões Al-Ba’ath) e várias unidades paramilitares iraquianas e iranianas – impôs pleno controle em mais duas vilas hoje pela manhã, depois de intensa troca de tiros com terroristas islamistas dos grupos Harakat Ahrar Al-Sham, Harakat Nouriddeen Al-Zinki (da Frente Al-Nusra, a Al-Qaeda na Síria) e Liwaa Suqour Al-Sham.


Segundo jornalista que viaja incorporado à 4ª Divisão Mecanizada do Exército Árabe Sírio em Alepo, as Forças Armadas Sírias e a Resistência Libanesa capturaram a cidade de Musharfah Al-Murayj depois de a ter perdido, semana passada para os terroristas dos grupos Harakat Ahrar Al-Sham e Harakat Nouriddeen Al-Zinki.