sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Alfândega russa reforça controle de importados da Turquia: companhias turcas sofrem grandes perdas diariamente.
                  

Resultado de imagem para rUSvESNA 
RusVesna – traduzido para o inglês para Fort Russ por J. Arnoldski e para o português por mberublue                    


“Devido a checagens reforçadas, as frutas e vegetais oriundos da Turquia estão sendo perdidos em grande número”.

Devido às inspeções de carga cada vez mais duras, os exportadores turcos estão perdendo milhões diariamente nas fronteiras com a Rússia. Como relata o jornal “Zaman”, por três dias Antália (cidade turca – NT) não consegue enviar para a Rússia frutas e vegetais.

Em, 2014, Antália enviou para a Rússia 350 milhões de dólares em produtos alimentícios. Mas agora, com o começo da estação de exportação do inverno, o armazém central de Antália do qual os caminhões partiam constantemente, está em completo silêncio já por três dias, escreveu a publicação.

Representantes de exportadores afirmam que a cada semana enviavam cerca de 100 cargas em 7/8 navios para a Rússia. O custo de envio de uma carga chega a 40/50 mil dólares.

“Três navios com uma centena de cargas estão à espera na Rússia. “O dano é grande e difícil de calcular”. Um representante do Grupo Kalondju disse que devido à espera, “tivemos que mandar para casa 5.000 empregados.”


Inspeção cuidadosa "mesmo".
Na província de Mugla, fronteiriça a Antália, os exportadores estão enviando para a Rússia não menos que 30 cargas semanalmente. “Os postos de controle da Rússia estão fechados. Não há como atravessar com as cargas. Nosso terminal central de exportação está fechado. Depois da derrubada do avião (o bombardeio russo SU24) não temos como mandar os bens. O prejuízo diário está por volta de um milhão de liras (mais que 350.000 dólares)”, disse um representante da Companhia Karalli.

Contra esse plano de fundo, os vegetais e frutas tiveram forte queda no mercado interno turco, relata a agência TASS. O preço de alguns produtos caiu entre 30/50%, o que resulta em forte queda da renda e possível necessidade de destruir as colheitas...”

Controle reforçado

Relato do Ministério da Agricultura da Rússia dá conta que o governo da Federação Russa solicitou que o Instituto de Vigilância Veterinária e Fitossanitária institua um controle reforçado sobre as entregas de produtos agropecuários e alimentícios oriundos da Turquia, assim como proceda a checagens adicionais nas fronteiras e nos locais de produção na Turquia.


De acordo com o Instituto, o Ministério da Agricultura recentemente recebeu denúncias de consumidores e associações de comércio preocupados com a segurança dos produtos da agricultura e alimentícios importados da Turquia. Depois de tomar conhecimento e proceder à avaliação da situação o Ministro “informou o governo que, lamentavelmente, aproximadamente 15% dos produtos agrícolas e alimentícios oriundos da Turquia não estão de acordo com as regras e padrões da Rússia”.

Os exportadores estão afirmando que 100% dos produtos estão sendo checados e que os funcionários das alfândegas, estão descarregando as mercadorias e verificando cuidadosamente a documentação de trânsito.