domingo, 1 de junho de 2014

Ucrânia: O salário da morte.



– Novo "presidente" paga a combatentes 16 vezes mais que o salário médio ucraniano


por Anna News
postado por Mberublue. 

Poroshenko
"A fim de melhorar a motivação" (sim, estas são as palavras exatas) e de acordo com a promessa eleitoral do oligarca Poroshenko, Mikhail Koval, ministro da Defesa da junta, anunciou que o regime de Kiev está a aumentar o pagamento aos seus combatentes que vêem a população anti-fascista e pró russa como "terroristas" para 20 mil hrivnyi por mês, o que corresponde a cerca de US$1.700. Na Ucrânia esta remuneração é como uma chuva de ouro (embora sangrento). Os salários médios ali são cerca de US$100 por mês e aos soldados conscritos é pago a metade disto. 


Este "impulsionamento" à motivação para matar e morrer por oligarcas, por bandidos bandeiristas e pela NATO está de acordo com o carácter e a mentalidade de oligarcas.

Suponho que os custos deste aumento (incrível numa Ucrânia devastada pelos mesmos oligarcas) seja pago pelos mesmos empréstimos do FMI e outros créditos ocidentais. Em outras palavras, o FMI e banqueiros ocidentais estão financiando abertamente uma guerra contra a Rússia e contra milhões de pessoas na Ucrânia. Não é preciso dizer que os milhares de milhões de gás russo não pago têm sido utilizados não só para aumentar a riqueza dos oligarcas anti-russos e pró fascistas na Ucrânia (como no passado), mas agora também, como declarado reiteradamente pelos representantes da junta, para "exterminar todos os terroristas" – quer armados, quer desarmados, guarnecendo uma barricada ou sentados numa escola ou numa ambulância. 


A diferença entre a junta atual, com o seu novo "presidente" Poroshenko como sua figura de proa formal, e os anteriores governos oligárquicos ucranianos é a decisão estratégica da NATO e dos oligarcas de dar o comando e o controle sobre todas as forças de segurança a militantes fascistas liderados pelo Pravy Sektor (anteriormente e ainda apoiado por apenas 1% da população), enquanto lança uma guerra sobre qualquer um que não compre esta nova ditadura fascista e sua campanha de assassínio.



O original pode ser visto em anna-news.info/node/16587