sábado, 26 de abril de 2014






A “Teoria Econômica”
é uma ferramenta usada pelos ricos?

Ron Unz
15 de abril de 2014 – do blog de Paul Craig Roberts.
         Ron Unz foi o responsável pela criação de uma motivação para lutar pelo aumento do salário mínimo. Liderando essa luta, Unz acabou por criar uma conseqüência: botar para fora do debate os economistas do “mercado livre” e expor ao Sol que suas teorias servem apenas para proporcionar enormes ganhos para os ricos que estão no controle e ganhos mínimos para todos os outros.
         Um dos truques usados por esses economistas é medir a produtividade do trabalho, tomando como parâmetro os salários pagos, demonstra Unz. Desse jeito, zeladores de prédios e garçonetes em bares tem baixa produtividade, já que seus salários são baixos. Comparando, um membro da classe Oligárquica, como por exemplo um executivo que gerencie fundos hedge recebe até US$ 50 milhões, tirados do lucro desses fundos, o que o qualificaria como de alta produtividade. Mas compare-se esse executivo com o Sultão de Brunei. Até esse executivo seria qualificado como de baixa produtividade.  
         Unz diz enfaticamente que não tem qualificações como economista. Mas eu colocaria essa questão em outros termos. Ainda não contaminado e cegado por doutrinas econômicas adotadas por economistas como Micheal Hudson e Hermam Daly e que se mostraram FALSAS, Unz ainda é capaz de pensamento lúcido e acerta na mosca.
Unz ainda é capaz de raciocinar por si mesmo, algo que parece inacessível para a maioria dos economistas.


Trad: btpsilveira