sábado, 20 de junho de 2015

Ainda esta noite pode ter início um golpe neonazista na Ucrânia.


Tradução do russo para o inglês por Kristina Russ, via Ridus.ru
Tradução do inglês para o português por mberublue via Fort Russ



Os batalhões neonazistas “Tornado”, “Aidar”, “Donbass”, “Kiev” e o regimento “Azov”, coordenados/comandados pelo antigo todo poderoso chefe da SBU, Nalivaychenko estão se movendo apressadamente em direção à Kiev, logo após e em conexão com a demissão de seu mecenas.

Nalivaychenko foi pego totalmente desprevenido com a sua abrupta demissão como mandatário da SBU, porque o “chefe do complexo de espiões da CIA na Ucrânia não acreditava que Poroshenko fosse até o fim com suas intenções de demitir Nalivaychenko”. Este aparentemente não gostou nada de ser removido coercitivamente do cenário, e por isso o seu pessoal no território tais como o “Tornado” (ou pelo menos a parte dele que não está retida na região de Lugasnk), assim como os batalhões “Aidar”, “Donbass”, “Kiev” e o regimento “Azov”, rapidamente começaram a se mover em direção a Kiev. Esses fatos foram relatados pela edição online no site http://jpgazeta.ru/istochnik-polk-azov-batalonyi-tornado-i-aydar-idut-na-kiev-vsu-pyitaetsya-blokirovat-soratnikov-nalivaychenko/ (em russo) onde se faz referência a fontes em Kiev.

De acordo com a publicação, Nalivaychenko tem motivos de sobra para confiar nas estruturas do SBU através do país, tendo em vista que, com sua supervisão, os cargos da organização foram preenchidos com pessoas de sua confiança, extraídos da organização extremista (já proibida na Rússia) “Right Sector”. Dos neonazistas declarados do Svoboda e outras organizações radicais da Ucrânia.

 “Essas pessoas todas nada tem a perder – porque ontem o hoje lhes foi mostrado de maneira crua o que os espera. Depois que o Congresso dos Estados Unidos expressou sua insatisfação com o fato da existência de grande número de grupos nazistas armados na Ucrânia (“o abominável batalhão Azov”), Poroshenko e Avakov começaram a tentar diminuir os prejuízos com ações de Relações Públicas, particularmente a prisão do líder do batalhão “Tornado” (de repente, os heróis começar a virar vilões – grande descoberta!), além da publicação de detalhes do assassinato de Oles Buzina – a qual não surpreendentemente também foi atribuído aos nazistas, e agora, a demissão do grande chefe coordenador de todos os nazistas na Ucrânia, Nalivaychenko”, - disse o autor da reportagem do jpgazeta.ru.

De acordo com o jornal, um golpe de estado neonazista pode ter início ainda esta noite na Ucrânia.

Pequeno comentário do tradutor: a notícia parece meio exagerada, mas se confirmada, significaria movimento com implicações gigantescas para tudo o que acontece atualmente na Ucrânia. O ocidente não conseguirá justificar um governo DECLARADAMENTE neonazista na Ucrânia.